Projeto pede que responsáveis por pessoas portadoras de deficiência sejam vacinadas no Rio


A medida segue para sanção ou para veto do governador do estado, Cláudio Castro

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 08 abril – 16:15

Nesta quinta-feira (8) a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou um projeto que autoriza a inclusão de pais, mães e tutores de pessoas com deficiências intelectuais como prioridade na vacinação contra o coronavírus. O texto segue para sanção ou veto do governador do estado, Cláudio Castro. 

“As pessoas com deficiência intelectual possuem dificuldades alimentares e de funções de estruturas orgânicas, como o trato respiratório e sistema imunológico, por isso é importante imunizar as pessoas que estão perto e cuidam dela.” Justificou o deputado Rodrigo Amorim (PSL), autor do documento. A medida também inclui cuidadores, enfermeiros e técnicos de enfermagem. 

Cláudio Castro anuncia calendário único de vacinação no RJ

Alerj – Foto: Reprodução/ Agência Brasil

Segundo o parlamentar, “Do ponto de vista social, a convivência com esses profissionais é importante e estabelece vínculos. O afastamento em decorrência da pandemia também teve efeitos devastadores neste sentido. Sendo assim, a vacinação desses profissionais trará maior qualidade de vida a eles.” 

De acordo com o documento, são consideradas doenças intelectuais: Síndrome de Down, Síndrome de Prader-Willi, Síndrome do X-Frágil, Síndrome de Angelman, Alzheimer, Transtorno do espectro do autismo (TEA), doenças temporárias, incapacitantes ou permanentes e quaisquer outras diagnosticadas pelo médico. A medida propõe que todas as pessoas do grupo apresentem uma documentação que comprove o vínculo com as pessoas portadoras de deficiência.

LEIA MAIS

Dr. Jairinho e Monique Medeiros são presos no Rio de Janeiro por assassinato de menino Henry

Com a vacinação, cai número de internações e mortes de idosos no Rio de Janeiro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:



Fonte Notícia

Please follow and like us: