Novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, toma posse em cerimônia reservada


Nesta quinta-feira (8), o delegado Paulo Maiurino tomou posse como novo diretor-geral da Polícia Federal (PF) em uma cerimônia restrita na sede do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Ano passado, depois da suspenção da nomeação de Alexandre Ramagem, Maiurino estava entre os nomes cotados para o cargo.

Silvinei Vasques, o novo diretor da Polícia Rodoviária Federal, também assumiu o cargo na mesma cerimônia, que contou com poucos convidados e não teve a presença da imprensa. Maiurino e Vasques foram indicados para o cargo nesta última terça (6), após a posse do novo ministro da Justiça, Anderson Torres.

Novo chefe da PF inicia troca de diretores e superintendentes nesta quarta-feira (7)

Foto: Daniel Estevão/MJSP

O novo diretor-geral da PF irá substituir o delegado Rolando de Souza, que ficou no cargo por cerca de 9 meses, desde maio de 2020. Maiurino é o terceiro na posição desde o início do governo de Jair Bolsonaro.

Fontes ouvidas pela TV Globo afirmaram que o novo chefe da corporação irá trocar o comando da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado, a posição mais importante na Polícia Federal. O delegado Luis Flavio Zampronha deve ser escolhido.

Quem é Paulo Maiurino?

O novo diretor-geral trabalhava como acessor especial de Segurança Institucional do Conselho da Justiça Federal (CFJ) e atuou como secretário de Segurança do Supremo Tribunal Federal (STF) até setembro no ano passado.

Delegado desde 1998, ele já chefiou a Interpol no Brasil, trabalhou como acessor de Relações Internacionais da PF e foi chefe dos departamentos de Orgnização e Métodos da Diretoria, Administração, Logística da PF, Planejamento e Controle e da delegacia da PF no Chuí (RS).

Além disso, em 2018, Maiurino trabalhou no governo estadual de São Paulo como subsecretário de Segurança Pública e, de 2016 até 2018, foi secretário de Esportes.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Bolsonaro dá posse a seis novos ministros, em cerimônia fechada

Pacheco diz que “reformas ministeriais são comuns” e “enxerga com naturalidade” troca no comando das Forças Armadas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:



Fonte Notícia

Please follow and like us: