Monique Medeiros é exonerada de cargo no TCM após crime envolvendo menino Henry

[ad_1]

Monique Medeiros foi exonerada do Tribunal de Contas do Município do Rio na quinta-feira (8), após ser presa temporariamente por suspeita de envolvimento na morte do menino Henry Borel, seu filho. Monique era professora, e tinha cargo no gabinete do secretário Luiz Guaraná. Havia sido indicada ao posto pelo vereador Dr. Jairinho, seu namorado e suposto agressor de Henry.

Monique estava no cargo há pouco mais de um mês, até que deixou de comparecer ao trabalho no dia 24 de março. A partir desta data, recebeu a exoneração e voltou a trabalhar sob o órgão de origem; no caso, a prefeitura do Rio de Janeiro.

Henry Borel, de quatro anos, morto no dia 8 de março. De acordo com investigações, Dr. Jairinho e Monique Medeiros teriam sido os autores do crime. Foto: Reprodução/Redes sociais

De acordo com o Tribunal, a professora atuava na pesquisa de informações para a criação de um sistema de monitoramento e acompanhamento da pasta educacional, que ainda estava em desenvolvimento. Após a morte de Henry, a mãe deu entrada na licença luto e depois foi concedida licença especial.

Monique Medeiros e Dr. Jairinho foram presos na manhã de quinta, na zona oeste do Rio, em ação feita pela Polícia Civil. De acordo com as autoridades, o pedido de prisão foi feito pelo fato do casal atrapalhar as investigações da morte de Henry. Nesta semana, a Polícia encontrou conversas nos celulares do vereador e da namorada, previamente apagadas e recuperadas com ajuda de software. As conversas indicavam elementos probatórios que poderiam provar o assassinato da criança.

Ambos irão responder por homicídio duplamente qualificado. O menino morreu no dia 8 de março, e tinha quatro anos.

Dr. Jairinho foi expulso do partido Solidariedade, que fazia sua campanha política, e foi afastado do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Leia mais notícias:

Ex-namorada de Dr. Jairinho afirma que sofreu agressões: “Chegou a me pegar pelo pescoço”

Carreta por justiça de Henry é adiada no Rio de Janeiro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia