Instagram testa bloquear novas contas criadas pela mesma pessoa | Aplicativos e Software




Você bloqueia uma pessoa, ela cria uma conta nova e volta a seguir o seu perfil (se for público) ou pedir autorização (se for privado). No entanto, uma mudança no método de bloqueio promete fechar o cerco contra perseguidores e garante bloquear novas contas criadas pela mesma pessoa — mesmo que ainda não tenham sido criadas pelo usuário.

Descobri a novidade ao tentar bloquear um usuário na rede social (eu uso a versão beta do Instagram no Android). Agora, há duas opções: apenas bloquear a conta ou bloquear a conta atual e todas as novas contas que ele(a) criar. Há relatos parecidos no Twitter.

Instagram: (Imagem: Pexels / Cottonbro)

Instagram: (Imagem: Pexels / Cottonbro)

Assim como o bloqueio tradicional, o Instagram não notifica o usuário de que foi bloqueado e a conta também fica impedida de ver suas fotos do feed, seus Stories e mandar mensagens. Parece ser a solução contra stalkers e contas operadas por bots que insistem em incomodar criando novos perfis na rede social a cada bloqueio.

Mas, como isso funciona? Na tela de bloqueio, o Instagram não deixa claro. Na lista de “contas bloqueadas” do meu perfil, consta o bloqueio da conta em questão e um aviso “inclui novas contas que o usuário pode ter criado” (no passado ou futuro), não quais.

O bloqueio pode acontecer via ID do dispositivo — um código único. Sendo assim, ao ter feito login na rede social com o(s) aparelho(s) o Instagram associa tal conta ao código. 

Bloqueio no Instagram considera contas futura (Imagem: Reprodução/Instagram)

Bloqueio no Instagram considera contas futura (Imagem: Reprodução/Instagram)

A política de dados da rede social diz que o Instagram coleta “identificadores exclusivos, IDs do dispositivo e outros identificadores, como de jogos, aplicativos ou contas que você usa, e IDs de Família de Dispositivo (ou outros identificadores exclusivos dos Produtos das Empresas do Facebook associados ao mesmo dispositivo ou à mesma conta)”. Todos esses dados são cedidos pelo usuário ao aceitar os termos de uso.

Sobre o que significam “produtos das empresas do Facebook”, outro trecho diz que incluem “sites, produtos ou aplicativos do CrowdTangle, do WhatsApp e do Oculus”.

Recurso está em testes

Questionado pelo Tecnoblog, o Instagram não explicou exatamente como o processo de bloqueio funciona e nem quando vai estar disponível para todos os usuários, incluindo o iOS. Em nota, a rede social confirmou a iniciativa contra bullying e assédio.

“Estamos testando um novo recurso que oferece mais proteção para pessoas que possam sofrer assédio ou bullying no Instagram. Em alguns casos, o agressor cria novas contas quando a sua é bloqueada por quem ele está atacando. Este novo recurso permitirá que o usuário bloqueie de uma só vez todas as novas contas criadas por um mesmo agressor”, disse um porta-voz do Grupo Facebook.

 





Fonte Notícia

Please follow and like us: