Fux quer trabalho 100% remoto do STF pela pandemia

[ad_1]

A medida teria previsão inicial para as próximas duas semanas

Por: Larissa Placca | 15 março – 22:50

Diante do aumento de contágios pelo coronavírus da pandemia, o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), definiu atividade remota da Corte pelas próximas duas semanas.

Desde o início da Pandemia, alguns julgamentos já venham sendo realizados por videoconferência, porém, o próprio Fux e os ministros Dias Toffoli e Gilmar Mendes, presidentes da Primeira e Segunda Turmas, vinham comparecendo ao plenário para presidir as sessões colegiadas.

Foto: Agência Brasil/Divulgação

“Neste momento de piora da situação sanitária, a Presidência pede que haja um esforço mais amplo de redução, inclusive nas áreas prioritárias que estavam em trabalho presencial mediante cuidados.”

A medida foi tomada a partir de uma recomendação da Secretaria de Serviços Integrados de Saúde do tribunal, comandada pelo epidemiologista Wanderson Oliveira.

O tema voltou em pauta após o aumento de casos. O Deputado, Major Olímpio, teve piora em caso de covid-19 na última sexta-feira (13) e segundo reportagem, ao menos 21 funcionários da Câmara dos Deputados morreram por Covid-19.

Desde março de 2020, o Supremo reduziu as idas ao plenário. De acordo com o tribunal, a presença tem sido mantida em patamar inferior a 10%.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Freixo entra com pedido de investigação contra assessores de Bolsonaro na PGR

Grávidas e recém-nascidos esperam leitos em corredor de hospital no Recife

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia