Flórida processa governo de Biden após restrições a cruzeiros

[ad_1]

O governador do estado, Ron DeSantis, autorizou a ação e chamou a ordem original de “ilegal”

Por: Marina Correa de Genaro | 09 abril – 16:43

O estado da Flórida irá processar o governo do presidente Joe Biden para tentar acabar com a proibição de navegação dos cruzeiros, após paralisação de um ano das operações do setor devido pandemia da Covid-19.

O republicano Ron DeSantis, governador da Flórida, autorizou a ação contra a proibição de navegar e chamou a ordem original de ilegal.

Foto: Aldiane Stein

 

“Devemos permitir que nossos cruzeiros e seus funcionários retornem ao trabalho e zarpem de maneira segura novamente”, afirmou DeSantis em um comunicado. 

Os Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos ordenaram às empresas de cruzeiros que interrompessem as operações no país em março de 2020 para evitar a propagação do coronavírus.

“Para ser claro, nenhuma lei federal autoriza os CDC a impor indefinidamente uma paralisação nacional a toda uma indústria. Este processo é necessário para proteger os moradores da Flórida do exagero do governo federal e dos danos econômicos resultantes para o nosso estado”, completou DeSantis.

Os analistas consideram que o processo está condenado ao fracasso.

LEIA MAIS

Biden classifica violência com armas de fogo nos EUA como uma ‘epidemia’

Paulo Guedes afirma que governo vai ampliar a verba de R$ 20 bilhões para vacinas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia