Fachin defende suspensão dos decretos para posse de arma de Bolsonaro

[ad_1]

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), defendeu a suspensão dos decretos que flexibilizam regras para posse de armas. Fachin votou para considerar inconstitucional os decretos de Jair Bolsonaro (sem partido).

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Em seu voto, Fachin defendeu que a “posse de armas de fogo só pode ser autorizada às pessoas que demonstrem concretamente, por razões profissionais ou pessoais, possuírem efetiva necessidade”.

Os demais ministros do STF têm até a próxima sexta-feira (19) para apresentar seus votos.

O STF começou a votar nesta sexta-feira (12), em julgamento virtual, a ação apresentada pelo PSB que questiona os decretos de Bolsonaro. O partido alegou que os atos do presidente confrontam o Estatuto do Desarmamento, lei aprovada em 2003.

[ad_2]

Fonte Notícia