EUA acreditam que Maduro “envia sinais” ao governo Biden Por Reuters


© Reuters. Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro
17/02/2021
REUTERS/Fausto Torrealba

Por Matt Spetalnick e Ted Hesson

WASHINGTON (Reuters) – O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, tem “enviado sinais” ao governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, mas Washington não irá realiviar as sanções aplicadas ao país sem que passos concretos em direção à realização de eleições livres sejam tomados, disse uma autoridade sênior da Casa Branca nesta segunda-feira. 

Os comentários parecem ter sido feitos com o objetivo de amortecer especulações de que Biden possa começar a aliviar a pressão sobre a Venezuela em resposta à decisão de Maduro de permitir que o Programa Alimentar Mundial (PAM) comece a operar no país e à concessão de prisão domiciliar de seis ex-executivos da Citgo, uma empresa sediada nos EUA, em aparentes gestos de boa vontade. 

O novo governo dos EUA ainda está revisando as sanções impostas pelo antecessor de Biden, Donald Trump, e assessores de Biden deixaram claro que não há pressa para aliviar a pressão sobre Maduro, que é classificado por eles como um ditador.

“Fundamentados em ações concretas, responderemos”, disse a autoridade. “Mas, do contrário, vamos continuar trabalhando com parceiros internacionais para aumentar a pressão de maneira multilateral em direção ao objetivo de realizar eleições livres e justas”. 

No que foi visto amplamente como uma oferta a Biden, Maduro fechou no mês passado um acordo com o PAM para fornecer alimentos para 185 mil crianças em idade escolar no país membro da Opep, que sofre uma crise humanitária em decorrência de um colapso econômico.

Na sexta-feira, a Venezuela tirou da prisão os chamados “6 da Citgo”, colocando-os sob prisão domiciliar mais de três anos após eles terem sido presos sob acusações de corrupção. O governo dos EUA saudou a medida, mas reiterou suas demandas por liberdade total para os envolvidos.

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.





Fonte Notícia

Please follow and like us: