especialista explica cenário após 1º ano de vigência

A Lei do Agro, sancionada há mais de um ano, é vista por representantes do setor como uma conquista importante para a desburocratização do crédito agrícola, modernizando e ampliando o acesso ao financiamento, além de expandir os recursos e reduzir taxas de juros.

Para relembrar um pouco dessas medidas importantes, conversamos com o advogado especialista em agro, Aloisio Carneiro da Cunha Menegazzo. Segundo ele, a lei contribuiu com o aumento do crédito privado para os produtores.

“Isso, certamente, faz com que tenha uma redução da taxa de juros praticada no mercado. Estamos no começo da lei ainda, mas a expectativa é que se tenha uma curva de aprendizado cada vez maior e aumente a oferta de crédito para o setor”, disse.

Os próximos passos, segundo ele, é continuar a curva de aprendizado, com muita comunicação e publicidade sobre a lei. “A lei só beneficia os produtores, tanto que a expectativa é que ano a ano só aumente. A lei não faz distinção em relação ao valor. A lei estabelece melhores condições para o produtor e maior segurança para o credor. Nas duas pontas se tem benefício e, com tudo isso, a taxa de juros tende a diminuir”, concluiu.



Fonte Notícia

Please follow and like us: