Dono de loja de móveis é preso por reinvestir dinheiro no tráfico em MS
Por Redação Publicado 15 de julho de 2015 às 13:25hs
Suspeitos comandavam tráfico em bairros de Campo Grande, diz polícia (Foto: Graziela Rezende/G1 MS)

Comerciante inclusive emprestava carro para entrega de droga, diz policia.
Delegado diz que dupla foi flagrada com 4 kg de pasta base e R$ 3,8 mil.

Dois homens, suspeitos de comandar o tráfico de drogas na Vila Nhá Nhá, Guanandi e bairros próximos, de acordo com a Polícia Civil, foram presos em flagrante. Segundo o delegado João Paulo Sartori, adjunto da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), o suspeito de 32 anos inclusive é dono de uma loja de móveis usados e reinvestia o dinheiro do comércio no tráfico de drogas.

“Um deles, que já possui dois antecedentes por homicídio, possui uma loja na Vila Nhá Nhá e reinvestia o dinheiro na droga, adquirindo de um traficante boliviano. Ele inclusive emprestava o carro e uma moto para as entregas de entorpecente. O outro, que não possuía antecedentes, o ajudava com as vendas e foi flagrado entregando 1 kg de pasta base”, afirmou ao G1 o delegado.

Há cerca de três meses, conforme Sartori, a Polícia Civil monitorava os suspeitos. “Nós abordamos um deles nas proximidades de um shopping, no momento da entrega da droga para uma adolescente de 17 anos. Já em sua residência, no Jardim Leblon, encontramos mais três quilos da droga”, comentou o delegado.

Os suspeitos de 32 e 26 anos respondem por tráfico de drogas ( 5 a 15 anos de reclusão) e associação para o tráfico ( 2 a 8 anos de reclusão). A adolescente também foi levada para a delegacia, prestou depoimento e foi liberada.

Fonte: G1 MS