Corte de mais de 18% no orçamento das universidades federais poderá inviabilizar ensino

[ad_1]

Desde 2019, o corte acumulado soma 25% do orçamento das instituições

Por: Marina Correa de Genaro | 18 março – 15:33

De acordo com a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), o corte de mais de 18% no orçamento de custeio das universidades federais poderá inviabilizar o ensino superior em 2021. O corte acumulado desde 2019 soma 25% do orçamento das instituições.

Durante a tramitação da PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual) na Comissão Mista de Orçamento, que envolve deputados e senadores, houve novos cortes de R$ 121.817.870.

Foto: Unibr SV

A redução poderá impactar no retorno seguro às aulas presenciais. Só na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), três mil estudantes aguardam condições seguras para realizar atividades práticas complementares à formação, de acordo com a reitora Denise Carvalho.

O Orçamento deveria ter sido votado no ano passado, mas com a pandemia foi adiado e a expectativa é que seja aprovado até o fim de março. Despesas obrigatórias, como pagamento de salários e aposentadorias, não serão afetadas.

Ao todo, o país tem 69 universidades federais.

LEIA MAIS:

Procurador-geral de Justiça de SP defende fechamento de escolas no estado

Primeiro mês de retorno às escolas de SP registra 21 mortes e 4.084 casos de Covid-19

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia