‘Brasil vive o maior colapso sanitário e hospitalar da história’, afirma Fiocruz

[ad_1]

Em boletim divulgado pela instituição, o país enfrenta período crítico da pandemia.

Por: Aline Bueno Silvestre | 16 março – 22:21

Depois de alcançar o recorde de mortes diárias nesta terça-feira (16) chegando a 2.798, o Brasil passa por colapso sanitário e hospitalar, de acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

“A fim de evitar que o número de casos e mortes se alastrem ainda mais pelo país, assim como diminuir as taxas de ocupação de leitos, os pesquisadores defendem a adoção rigorosa de ações de prevenção e controle, como o maior rigor nas medidas de restrição às atividades não essenciais.”, relata a nota divulgada pelo instituto.

Foto: Reprodução/Pixabay

Os dados do boletim divulgado mostram que, dos 27 estados, 24 e o Distrito Federal estão com taxas de ocupação dos leitos na UTI acima ou igual a 80%. Destes, 15 estão com as taxas em 90% ou mais.

Nas capitais dos estados, 25 estão com as taxas de UTI acima de 80%. Entre essas, 19 estão acima dos 90%.

O país já ultrapassou até mesmo os Estados Unidos em número de mortes diárias causadas pela COVID-19.

LEIA MAIS:

Segundo Fiocruz, vacina AstraZeneca/Oxford é “extremamente segura e eficaz”

Fim dos estoques de vacinas em quatro capitais brasileiras

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia