Argentina estabelece novas restrições após recorde de casos de Covid-19 Por Reuters


© Reuters. Pessoas aguardam ônibus em estação de Buenos Aires

BUENOS AIRES (Reuters) – O governo argentino anunciou nesta quarta-feira que vai impor novas restrições para a circulação de pessoas e o funcionamento de atividades após registrar um novo recorde de infecções por Covid-19, em uma segunda onda da pandemia.

O presidente Alberto Fernández afirmou que a partir de sexta-feira até 30 de abril a circulação será proibida todos os dias entre 0h e 6h, os bares e restaurantes funcionarão até 23h e serão fechados cassinos, bingos e salões de baile e festas, entre outras medidas.

“A Argentina entrou na segunda onda”, disse Fernández em um discurso transmitido pela televisão da residência presidencial. “Somente nos últimos 7 dias, os casos aumentaram 36% em todo o país e 53% na AMBA (Cidade de Buenos Aires e arredores)”.

O presidente disse que busca cuidar da saúde dos argentinos bem como da recuperação econômica e manter “a presença nas escolas o máximo possível”.

Fernández, de 62 anos, é um dos casos de coronavírus registrados nos últimos dias. De acordo com boletim médico divulgado nesta quarta-feira pela Presidência, ele está evoluindo favoravelmente, com um quadro clínico “leve”.

Fernández tomou a vacina russa Sputnik V no início do ano.

“A vacina me permitiu passar pelo tratamento sem sintomas dolorosos e com a tranquilidade de saber que meu corpo havia gerado anticorpos suficientes”, explicou ele em sua mensagem.

O país registrou cerca de 2,45 milhões de casos de coronavírus e 56.832 mortes, e a segunda onda está crescendo, de acordo com dados oficiais. Na quarta-feira, a Argentina novamente relatou um recorde diário de 22.039 infecções, após uma alta anterior de 20.870 na terça-feira.

O país está realizando um lento processo de vacinação. Até terça-feira, o país tinha aplicado 4,5 milhões de vacinas, e apenas 699.598 pessoas receberam as duas doses.

(Reportagem de Eliana Raszewski)

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.





Fonte Notícia

Please follow and like us: