América Latina tem aumento em energia eólica e Brasil lidera o crescimento

[ad_1]

Durante 2020, a energia eólica cresceu 62% na América Latina e na América do Norte, em comparação com 2019. Os dados foram divulgados pela associação internacional do setor elétrico GWEC Market Intelligence.

Na América Latina, o Brasil está em primeiro lugar, com crescimento de 2,3 GW na produção. Outros países que tiveram recorde anual foram Argentina, com 1 GW, e Chile, com 684 GW.

Foto: Divulgação/Pixabay

LEIA MAIS:

China é atingida pela pior tempestade de areia da última década

Mercado eleva projeção da inflação para 4,60%

No total, os EUA apresentaram o recorde de elevação de 85%, crescendo cerca de 17 GW na América do Norte. Atualmente, o ranking de maiores produções eólicas são:

EUA: 122,3 GW

Brasil: 17,7 GW

Canadá: 17,5 GW

México: 6,7 GW

Chile: 2,8GW

O que é energia eólica?

A produção eólica é feita obtendo energia elétrica através da movimentação de ar, ou seja, é aproveitada a força do vento para ativar geradores de energia elétrica.

Qual a importância da energia eólica?

A energia eólica é considerada uma fonte limpa de energia. Diferentemente de outros recursos energéticos, não emite poluentes para o ar, e assim, evita o agravamento dos problemas ambientais em nível local e global.

Outra vantagem da energia eólica é que os ventos são fontes renováveis de energia, ou seja, eles não se esgotam com a sua utilização.

Peritos ambientais concordam que o aquecimento global e o esgotamento de recursos naturais são problemas que trarão consequências econômicas muito em breve. Assim, um país preparado com a industria eólica terá uma grande redução no impacto, além de contribuir com o novas exigências ambientais de cuidado com o planeta.

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia