Adaptação e reforços: como a parada das competições ‘ajuda’ o São Paulo – Lance


O São Paulo vem treinando há pelo menos três semanas devido a paralisação do Campeonato paulista devido ao agravamento da pandemia da Covid-19. Durante esse tempo, a comissão técnica de Crespo tenta fazer o elenco assimilar as suas ideias de jogo.

>> Tchê Tchê na lista: veja os jogadores mais caros da história do São Paulo

Para isso, atividades com o elenco do sub-17 e sub-20 são realizadas para, além de praticarem os estilos táticos, os profissionais continuarem com um ritmo de jogo, apesar da falta de partidas. Vale ressaltar que a última vez que o São Paulo entrou em campo foi em 13 de março, na derrota por 2 a 1 para o Novorizontino.

CONFIRA EM QUAL POSIÇÃO O SÃO PAULO ESTÁ NO PAULISTÃO 2021

O tempo sem partidas é visto como importante, principalmente pelo calendário de jogos do futebol brasileiro, que é visto como muito corrido. Crespo foi apresentado no dia 17 de fevereiro e estreou onze dias depois, no dia 28. Depois, foram três jogos em 13 dias, contra Inter de Limeira, Santos e Novorizontino.

O tempo sem partidas também trouxe novas caras ao time, como Miranda, William, Orejuela, Eder e Benítez. Com um bom tempo de treinamento, o entrosamento dos reforços com o restante do elenco pode ser melhor, visto que, se o calendário seguisse, não teria tanto tempo para realizar atividades no CT da Barra Funda.

Vale ressaltar que, dos quatro grandes paulistas, o São Paulo é o único que só tinha o Paulistão nesses primeiros meses do ano. Palmeiras, Corinthians e Santos disputaram outros torneios neste período.



Fonte Notícia

Please follow and like us: