29 fábricas de veículos estão paradas no Brasil, deixando cerca de 60% dos empregados em casa

[ad_1]

Com o agravamento da pandemia e a falta de componentes para as montadoras, 29 fábricas de veículos estão paralisadas no Brasil. Os dados são da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).

A produção parada pode deixar de produzir até 300 mil veículos neste ano, de acordo com especialistas do setor automotivo. Além disso, os empregos foram afetados diretamente.

Foto: Reprodução/Pixabay

Entre 60% e 70% dos 105 mil empregados do setor estão em casa. As paralisações começaram a acontecer em 19 de março, com a Volkswagen. 

“Com o agravamento do número de casos da pandemia e o aumento da taxa de ocupação dos leitos de UTI nos estados brasileiros, a empresa adota esta medida a fim de preservar a saúde de seus empregados e familiares”, informou a empresa.

Depois, foi a vez de outras empresas.

No total, Mercedes, Renault, Scania, Toyota, Volkswagen, Volkswagen Caminhões e Ônibus, BMW, Agrale, Honda, Jaguar e Nissan estão paradas. Suspenderam parte das atividades GM e Volvo.

A estimativa é que a maioria volte a operar entre 5 de abril e final de maio. Mas isso depende das medidas de restrições e da situação da pandemia em cada município.

*Com informações do G1.

LEIA MAIS:

Rodízio noturno de veículos deve ser mantido durante fase vermelha em SP

Brasil ultrapassa 330 mil mortos por Covid-19 e média móvel fica em 2,8 mil

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

[ad_2]

Fonte Notícia