Prefeitura apresenta projeto para recapear 500 km de ruas da Capital
Por Redação Publicado 28 de fevereiro de 2018 às 08:54hs

O prefeito Marquinhos Trad, acompanhado de secretários e de boa parte da bancada federal de Mato Grosso do Sul, apresentou ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello, em Brasília, um projeto para requalificação e drenagem de 491,08 quilômetros de vias pavimentadas em Campo Grande.

“Solicitamos um empréstimo de R$ 286 milhões para requalificação de ruas da nossa Capital, com drenagem e acessibilidade. Saímos da reunião muito otimistas e satisfeitos com o empenho da nossa bancada. A participação deles foi decisiva para o andamento deste projeto”, declarou o prefeito Marquinhos Trad, que foi a Brasília com os secretários de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian, e com o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese.

Agora, a equipe técnica da Prefeitura de Campo Grande apresentará o projeto, na formatação exigida, para a superintendência do BNDES no Rio de Janeiro. “O presidente do BNDES não viu nenhum empecilho e deu orientações importantes. Ele prometeu que vai ligar pessoalmente para o superintendente do BNDES no Rio de Janeiro para que a gente possa enviar o projeto o mais rápido possível, para solicitar o empréstimo.  Vamos fazer uma coisa muito mais duradoura, permanente, que é muito melhor do que ficar fazendo retalhos, remendando a cidade”, explicou o senador Waldemir Moka.

O deputado Dagoberto Nogueira salientou o trabalho da Prefeitura, que na avaliação dele, tem feito o dever de casa, ao colocar as finanças em dia, o que possibilita o desenvolvimento da cidade. “O presidente do BNDES reconheceu o trabalho realizado e se  mostrou favorável à liberação  dos recursos. Mas, como é preciso  recapear praticamente toda a cidade e a capacidade de financiamento não é tão grande, será preciso elaborar planos por etapas. De todo modo, a presença de quase  todos os parlamentares da bancada e o nosso constante trabalho junto ao banco e aos ministérios em Brasília farão  diferença para agilizar a liberação dos recursos. Vamos pressionar para resolver esse problema que tanto penaliza o cotidiano dos campo-grandenses”, detalhou.A senadora Simone Tebet afirmou que a recepção positiva se deve a bom trabalho que atual gestão vem fazendo. “Foi extremamente positivo por diversos aspectos. Primeiro a força da bancada que em peso, em uma demonstração unânime, de apoio a nossa capital Campo Grande, à necessidade de recursos, a uma linha de financiamento para que possamos recapear grande parte da malha do município. Segundo, pela resposta do presidente do BNDES que deu o caminho das pedras. E por fim, saímos de lá com a luz acesa. Em um momento de crise e de dificuldades saber que temos uma gestão municipal eficiente, que fez o dever de casa e que cumpriu as determinações de responsabilidade fiscais e agora tem condições para capitanear recursos do BNDES para investimentos na cidade”, afirmou.

O deputado Luiz Henrique Mandetta destacou o restabelecimento da credibilidade da cidade, que possibilita a apresentação do projeto. “Abre a porta para Campo Grande restabelecer seu crédito, sua credibilidade. Vamos resolver um dos problemas que mais angústia o campo-grandense, que é sua malha viária, deteriorada, que precisa de uma correção definitiva. Saímos da reunião esperançosos, certos de que estamos no caminho correto a seguir”, opinou.

O deputado Fábio Trad enfatizou a união da bancada para atender um problema que atinge a Capital de Mato Grosso do Sul. “Foi um passo decisivo rumo a concretização do empréstimo, que viabilizará a resolução de parte dos problemas estruturais que afligem Campo Grande, em especial, a precariedade da pavimentação e drenagem. A bancada  unida e falando a mesma linguagem, deu demonstração de que embora haja desavenças partidárias, quando o tema é Mato Grosso do Sul, Campo Grande, ela se une e demonstra que sua composição é dotada de alto espírito público e, sobretudo, de comprometimento com a causa coletiva”, analisou.

Já o deputado Zeca do PT considera que a soma de diversos aspectos deixa todos bastante otimistas para liberação do recurso. “De um lado, a representatividade de toda a bancada presente. Do outro, a receptividade do presidente do BNDES com a bancada e a equipe do prefeito, com números positivos sobre as contas públicas da Prefeitura de Campo Grande, fruto da gestão da atual administração. Saímos otimistas de conseguir financiamento para recapear grande parte da malha viária de Campo Grande”, declarou.

Também participaram da reunião os senadores Pedro Chaves e Simone Tebet.