Operário e patrocinador decidem hoje questão financeira para pagar elenco
Por André Farinha Publicado 5 de abril de 2017 às 14:55hs
Presidente do Operário Estevão Petrallas, admite que hoje é o dia "D" do patrocinador (foto: arquivo)

Hoje é o dia “D” para a diretoria do Operário e a Company, uma das patrocinadoras do time no Campeonato Estadual de Futebol.

Sem receber há dois meses, a diretoria do Operário estabeleceu essa quarta-feira (5), como o prazo limite para que a empresa quitasse o débito, tal como foi acordado através de comentos assinado entre ambas as partes.

Anteriormente, a diretoria havia estabelecido, quarta-feira (29), como o prazo limite de para tanto, chegou até mesmo a acionar o departamento jurídico para que junto à empresa citada, rescindisse o contrato.

No entanto, foi feita uma nova conversação entre as partes envolvidas e um novo prazo foi estabelecido e o mesmo nessa quarta-feira (5) e caso não seja efetuado o pagamento, o contrato será rescindido.

Devido a esse problema, um grupo de jogadores encabeçado pelos líderes: o goleiro França, o volante Eduardo Arroz e o atacante Rodrigo Gral, foi a público reclamar do atraso dos salários que já dura dois meses e esse problema poderia afetar o rendimento dos mesmos em campo.

No entanto, o que se viu na primeira partida da segunda fase, no jogo de ida, quando o time enfrentou o URSO, em Mundo Novo, foi um time aguerrido dando prova do profissionalismo existente no elenco. O jogo terminou 3 x 0 para o time alvinegro que praticamente assegurou a vaga para uma das semifinais.

PRESIDENTE

O presidente do clube, Estevão Petrallas, sem ter ainda uma ideia concreta a respeito do desfecho da reunião, convocou a torcida para que compareça em grande número no jogo deste sábado (8) e com o dinheiro da bilheteria, possa em parte, fazer frente, ao problema vivido ora pelo elenco.