Câmara sedia 2ª edição dos Diálogos Contemporâneos com palestras mensais até junho
Por Redação Publicado 2 de março de 2018 às 09:45hs

A Câmara Municipal de Campo Grande sedia de 12 de março a 11 de junho a 2ª edição do Projeto “Diálogos Contemporâneos”, reunindo grandes nomes da atualidade para discutir o contexto histórico, social, político e cultural,  promovendo uma reflexão sobre o Brasil do século XXI. Ao todo serão oito palestras, com entrada franca, realizadas sempre às segundas-feiras, às 19 horas, no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis. Simultaneamente, as mesmas palestras serão realizadas também em Brasília-DF, nas terças-feiras subseqüentes.

A proposta do projeto é despertar o pensamento crítico sobre o país e levar o público a refletir sobre o país dentro de seu contexto histórico, social, político e cultural. Para isso, foram convidados intelectuais, pesquisadores e especialistas em diversas áreas para palestras com uma hora de duração, seguidas de debates com o público presente.

A filósofa e escritora Márcia Tiburi, autora do livro “Como Conversar com um Fascista”, abre os Diálogos Contemporâneos no dia 12 de março com o tema “Vozes dissonantes – ética, liberdade e autoritarismo na internet”. Serão abordadas questões como os tortuosos conceitos de moral e ética no ambiente virtual, os limites entre ser liberdade de expressão e crime e, também, a eficiência da legislação vigente para combater os abusos no mundo digital.

De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores, Prof. João Rocha, “é uma honra para esta Casa de Leis receber um ciclo de conferências com temas tão atuais e relevantes para a sociedade. A Câmara é um espaço democrático, a Casa do Povo, e nada melhor do que abrir espaço para este tipo de debate. Nosso objetivo é abrir cada vez mais o Legislativo para iniciativas como esta, trazendo a população para participar e discutir o país e a cidade que queremos”, afirmou o parlamentar.

Participam, ainda, dos Diálogos Contemporâneos Mirian Goldenberg, Renato Janine, Jessé Souza, Viviane Mosé, Vladimir Safatle e Ignácio de Loyola Brandão. Entre os temas propostos ao longo do projeto estão a depressão e a solidão, em “O Espaço do Amor e da Afetividade nas Grandes Cidades”; caminhos para a educação em “A educação no Brasil, a realidade contemporânea e os novos instrumentos para a formação de crianças e jovens”; as dificuldades de ascensão social em “Mobilidade social e empreendedorismo – o estado, o mercado e as possibilidades de superação das desigualdades e de ascensão social na sociedade brasileira” e as redes sociais e novas formas de mídias em “Mundo digital e sociedade em rede – o declínio das mídias tradicionais e os novos espaços de informação e comunicação”.

Também serão debatidos temas como o consumo e a questão ambiental em “A cultura do descarte, a sociedade de consumo e a tragédia do meio ambiente”; a causa indígena em “Os esquecidos: Identidade, Território e afirmação das Nações Indígenas brasileira”; a convivência entre diferentes em “Diversidade Cultural e de Gênero no Brasil; a construção de uma sociedade democrática e fraterna e o respeito às diferenças” e a religiosidade o estado laico em “Estado, Igreja e Democracia – Novas Religiões, Teologia da Prosperidade e os desafios do secularismo”.

Após a realização, as palestras ficarão disponíveis no site do evento para ampliar o alcance da diversidade de pensamentos proposta pelo programa e democratizar o acesso da população em geral a debates sobre temas que afetam diretamente a vida em sociedade. Diálogos Contemporâneos que acontece simultaneamente em Campo Grande e Brasília é uma iniciativa da Associação Amigos do Cinema e da Cultura sob a direção geral de Nilson Rodrigues e produção executiva em Mato Grosso do Sul de Pedro Ortale.

Serviço – As palestras serão realizadas no Plenário Oliva Enciso, na sede da Casa de Leis, localizada na Avenida Ricardo Brandão, nº 1.600, no bairro Jatiúka Park.

Confira a programação completa de palestras:

– Dia 12 de março, às 19 horas

Abertura oficial e Conferência “Ética, liberdade e autoritarismo na internet” – Márcia Tiburi

 

– Dia 19 de março, às 19 horas

Conferência “Educação e formação de crianças e jovens” – Renato Janine

 

– Dia 2 de abril, às 19 horas

Conferência “Mundo digital e sociedade em rede” – Viviane Mosé

 

– Dia 16 de abril, às 19 horas

Conferência “A formação do Brasil” – Jessé Souza

 

– Dia 14 de maio, às 19 horas

Conferência “Estado, Igreja e Democracia” – Vladimir Safatle

 

– Dia 28 de maio, às 19 horas

Conferência “Cultura do descarte e sociedade de consumo” – Ignácio de Loyola Brandão

 

– Dia 4 de junho, às 19 horas

Conferência “Mobilidade social e empreendedorismo” – Luiz Gonzaga Belluzo

 

– Dia 12 de junho, às 19 horas

Encerramento oficial e Conferência “Amor e afetividade nas grandes cidades” – Mirian Goldenberg

 

(Com informações da Assessoria do Evento)