Banco do Brasil atualiza sistema e começa a receber propostas do FCO empresarial
Por Redação Publicado 2 de março de 2018 às 08:39hs

O Banco do Brasil inicia nesta quinta-feira (1º.3) no Mato Grosso do Sul o recebimento de propostas do setor empresarial para financiamento de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO). A adequação do sistema do banco à nova taxa de juros definida pelo Governo Federal, atrasou em dois meses o início do recebimento das propostas.

O titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e presidente do Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO (CEIF/FCO), secretário Jaime Verruck, comemorou a notícia. “Estávamos preocupados com a aplicação do recurso para este setor, que tem 50% dos R$ 2,3 bilhões disponíveis para este ano e a abertura do sistema começa a destravar os projetos”.

A partir deste ano o setor empresarial passa a usar a TFC, que é a taxa de juros dos fundos constitucionais, estabelecida em 5,32% e abaixo da fixa utilizada até o ano passado. “Apesar de atrelada a indicadores variáveis, a taxa mais baixa incentiva a contratação, que é o que precisamos para cumprir a meta do ano“.

Em 2017 o Estado contratou 100% do recurso destinado ao FCO em uma ação inédita, resultado do trabalho de desburocratização e divulgação da linha de crédito. Para este ano o desafio aumenta, visto que em julho muda a taxa de juros do setor rural também.

Representante da Federação da Indústria de MS (Fiems) no Conselho do FCO, Claudia Pinedo Volpini, destacou que o setor empresarial tem pressa na abertura das propostas do FCO por significar uma grande fonte de financiamento. O superintendente de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo da Semago, Bruno Gouveia Bastos, e a coordenadora do FCO, Eli Sandra, participaram da reunião sobre o FCO.